Às vezes tem de morrer pra germinar

amigos

“O amor da gente é como um grão
Uma semente de ilusão
Tem que morrer pra germinar”

Gilberto Gil

12 comentários:

Luma Rosa disse...

Morrer e nascer todos os dias para não deixar o amor envelhecer! Bom fim de semana!! Beijus,

Bauru disse...

Luma, é bem isso mesmo... sempre algo precisa morrer para que o melhor venha. Seja morrer o nosso próprio egoísmo, sejam algumas práticas que nos foram impostas, seja lá o que for, a morte deve ser vista como renovação e, é claro, a chance de perpetuação de algo novo, melhor, e mais desejável. Ótimo final de semana para você, minha amiga.

Susy disse...

Bauru, o teor da frase musical do Gil refere-se a esposa dele, a um relacionamento que teve que terminar para perceber a importância. As vezes, é fato. Triste para quem vive e deixa o amor esmiuçar. Mas isso não é uma regra! Na minha opinião, o amor verdadeiro tem que ser alimentado, cultivado a cada dia e não deixar morrer. Defeitos existem para todos, mas a afinidade tem que ser maior. O amor é como se fosse uma plantinha, que precisa de cuidados diariamente, e quem sabe, até envelhecer. =). Certo dia assisistindo o Programa "Café Filosofia" ouvi esta frase: "O amor é uma sensação de aconchego e paz."

Bom domingo!


(,")Susy

.

Susy disse...

*Correção: "Café Filosófico"

=)

Bauru disse...

Susy, pensei neste mesmo contexto quando ouvi nas primeiras vezes a música e nem sabia dessa informação. Obrigado por trazê-la aqui. Creio que a música tem esse tipo de beleza. A linguagem permite essas associações. Mas neste caso, entendo o morrer também como o deixar algumas coisas que eram comuns, eram suporte até, de lado para que o verdadeiro permaneça. Imagine alguém com convicções fortes acerca de determinados modelos de relacionamento. Diante do desconhecido, muitas vezes é preciso morrer para esses modelos para que o novo e, muitas vezes melhor, possa aparecer. Obrigado mais uma vez por sua visita e comentário tão pertinente!

Luciana Maria Penteado disse...

Postei esse trecho com a música. Linda, por sinal! Thanks!

Bauru disse...

Luciana, esta música é linda quando percebemos a profundidade da letra e a tomamos com metafórica. Leu o comentário acima do seu?

Luciana Maria Penteado disse...

Hoje estou emotivamente triste, e olha só onde fui me perder, hahaha. Eu tinha vindo aqui ver o botãozinho do tweet e me perdi nas suas postagens, hahaha...

Susy disse...

Bauru, você é a "gentileza" em pessoa... tão atencioso em responder cada um que por aqui passa. =)
Obrigada pela atenção e o carinho de suas palavras.

Bom fim de semana!

(,")Susy

.

Bauru disse...

Luciana, digamos que este é o blog certo para as horas incertas... Até eu me perco por aqui... a emoções são novas a cada leitura.

Bauru disse...

Susy, é muito, muito importante para mim cada comentário carinhoso que recebo por aqui. Lidar com as letras traz sentimentos à tona e aqui não é diferente. Obrigado pela visita e tenha uma ótima sexta!

♪ Sil disse...

O amor da gente é como um grão

Nasce, cresce trigo,/vive e morre pão..

Beijooo!

Seu blog tá lindoooooooooooo!

Postar um comentário