E você? Desapegou-se das roupas usadas?

Photoworks_by_J_Borodina_laba.ws

“Há um tempo em que é preciso abandonar as roupas usadas, que já tem a forma do nosso corpo, e esquecer os nossos caminhos, que nos levam sempre aos mesmos lugares. É o tempo da travessia: e, se não ousarmos fazê-la, teremos ficado, para sempre, à margem de nós mesmos.”

Fernando Pessoa

7 comentários:

ANGELA disse...

Amo Fernando Pessoa e suas verdades!Mudar é fundamental, imagina uma vida inteira sendo a mesma coisa?Aff, nem eu me suportaria(rsrsrs)Agora mesmo estou em uma fase profissional de grandes mudanças!Abraços fraternos!Angela.

Eliete disse...

Ousadia...é uma palavra forte e difícil para muitos.Muitos esses em que nenhum momento da vida tiveram coragem de fazer uso dessa palavra.Ousar é preciso para saber realmente o que é viver,para permitir-se experimentar um pouco de tudo e de tudo um pouco!!!!

Bauru disse...

Nem me fale, Angela, uma das coisas que ainda me trazem contentamento é que mesmo que tenhamos feito as maiores besteiras, mesmo que tenhamos feito as escolhas erradas [ou certas], não precisamos, não temos a obrigação de permanecer da mesma forma. Experiências são importantes para sabermos de alguns limites nossos mesmo. Depois de conhecidos, o melhor a fazer é ficar bem longe deles. Sucesso em suas mudanças e retribuo o abraço fraterno.

♪ Sil disse...

Bauru querido,

Como seu blog tá lindooooo! **

Esse trecho do Pessoa me ajudou em muitas coisas na vida.
Sabe aquela coisa de dar uma "guinada", mudar, ser outra pessoa, encontrar novos caminhos?
Mas te confesso que na prática, não é tão fácil assim..
Dificil abandonar roupas usadas, velhos hábitos, velhas estradas, e traçar novas rotas.
Mas a gente TEM que mudar, abandonar o velho em nós (e quero dizer com isso que são sentimentos antigos, novos, qquer coisa que nos faça mal ou paralise nossa vida).

É tempo da travessia.

Dá um frio na barriga, mas chegar do outro lado...ahhh, como é bonito.

Abração Bauru, depois volto pra olhar todos os posts abaixo (que já vi, perfeitos).
Amanhã subo cedinho pra SP e ainda to na net, nem arrumei as coisas que tenho que levar rs (vicio). Mas voltooo.

Seu blog tá lindo, me sinto em casa aqui, sabe como é?
A gente entra, o amigo querido abre a porta, a gente senta e fica a vontade.
Te considero já um amigão, se me permite!

Bauru disse...

Eliete, como é difícil ser ousado quando todos a sua volta esperam que você seja o responsável, o racional, o estável. Ousadia pressupõe um pouco de transgressão e, muitas vezes, temos valores tão arraigados na nossa formação que é mais fácil viver uma vida medíocre e convencer-se de que aquilo é perfeito para você, do que arriscar e viver, ainda que por um momento, a plenitude da felicidade.

Bauru disse...

Sil, fico bastante feliz que algo que comecei despretensiosamente tenha tomado tamanha dmensão... Preciso agora pegar esse ânimo daqui e levar para outros trabalho que já tinha antes. Enfim, muito obrigado por cada palavra sua aqui. Sim, sinta-se em casa, conto sempre com seus comentários aqui e mais que isso, não haveria dia melhor para fazer uma afirmação como a que fez como no dia do amigo. É recíproco. E que todos os leitores de nosos blogs nos considerem assim, né.

ideiasdazizi disse...

Tantas palavras bonitas nos comentários! e eu só tenho pra dizer: obrigada pelo presente dessa noite! Vou voltar sempre aqui, pra alegrar minha alma, pra conhecer outras fontes, pra me tornar mais suave, pra compartilhar depois o que foi lido e admirado.
abs

Postar um comentário